Projectos // detalhe // ARTISTAS CURTA DURAÇÃO

Subscrever newsletter
ARTISTAS CURTA DURAÇÃO

Projetos curta duração em residência no LAC   

 

“DELA, REVERDECERÁ - Um processo experiencial poético para restaurar o fluxo”, com Sara Baga, até 30 de Abril

 

No coração interior da Beira, um segredo bem cuidado: ainda há mata. Neste último ano foi violentamente consumida por chamas, queimada. Eu não a vi pegar fogo. Estava longe. Mas senti-a arder. Sendo parte dela, para ela corri. O que encontrei, ainda está em mim.
O cenário que desde criança me varria a lágrimas, varreu-me este ano num paralel- ismo sem precedentes. A pó de cinzas.Onde beira a esperança? - Entre a cinza e a beira d’água. E a Terra ardida? - Reverdecerá.Da resiliência do gesto. Da compreensão da relação entre a consciência e a matéria – estudo de Alquimia.  Luto negro abateu sobre o chão. Mas do chão tudo se pode desenrolar. E do negro, toda a cor pode brotar.
 
Biografia

Licenciada em design de comunicação na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, onde escolheu ampliar a sua área projectual com um foco em audiovisuais e antropologia artística. 
Estudou fotografia, desenho, ilustração e crítica de arte na Universidade de Salamanca.
Desenvolve colaborações com vários artistas visuais, músicos, performers, cientistas e activistas. Co-criadora e participante de vários colectivos criativos como Liquen, Kanoa, Terra Livre música, Senhora D’Azenha, Bruxia ou Alcachofra - movimento lento.
Colabora desde 2008 com ONGAs nacionais e internacionais no desenvolvimento de campanhas de sensibilização e acção projectual nas áreas de ecologia, política alimentar, bioética e patentes sobre a vida, sementes livres, biodiversidade e direitos dos povos indígenas.
Como referência: Planetary Alliance for Seed Freedom, Campanha pelas Sementes Livres - GAIA,  Plataforma Transgénicos Fora, No Patents on Seeds, End Ecocide on Earth e Guarani Kaiowa Support Network.
O seu primeiro documentário Hortas di Pobreza recebeu o prémio de melhor longa metragem lusófona em 2011, FESTin. 
2009 Artista Residente na plataforma de arte social Kijk Ruimte Amsterdam, Holanda. Projecto Y’Here abordava a influência da arte nos processos de gentrificação urbana. onde No KIJK RUIMTE ssociado a Toolstuin producties estagiou em curadoria e produção de arte contemporânea(ao abrigo do programa de bolsas Leonardo Da Vinci). 
Prémio Jovens criadores nas categorias design gráfico e Joalharia 2007.
Prémio Jovens criadores na categoria Video 2008.

 

...

 

"VI UM ANJO!", com ©viaoueelangel - Artes Plásticas - de 01 de Fevereiro a 30 de Abril de 2018

 

“O projeto integra a minha nova etapa como criador-artista. A minha parceira e eu viajamos constantemente em busca de lugares para realizar a nossa missão, no meu caso de criar arte e ser ARTE-SANO, isto é, curar com a minha arte. Nesta nova etapa, combino dois caminhos artísticos. Arte na rua e arte na galeria.

O objetivo da residência é criar uma série de obras, que o tempo e criatividade me permitam, com base em expressar Lagos e seus arredores, Algarve e Portugal em geral, do ponto de vista artístico de © viaoueelangel, com uma linha comum para tudo o que é criado, a presença de um anjo em todas as obras. Daí o nome VI UM ANJO!”

 

...

 

“Criar peças a partir do zero - Parte 6”, com Jens Mohr até 9 de Abril – Artes plásticas

 

Jens Mohr 1971 Siegburg, Alemanha

O artista autodidata Jens Mohr criou suas primeiras obras de arte em 1990 e desde então trabalha principalmente na Alemanha. Desde 1997, tem estado representado em exposições individuais e coletivas nacionais e internacionais. As suas obras podem ser encontradas no Museu Stadshof, na Holanda, ou no Museu Dr. Guislan, na Bélgica, entre outros. Desde 1997, Jens Mohr vive e trabalha em Bonn, na Alemanha. Ele cria os seus objetos humorísticos peculiares a partir de objetos encontrados e quotidianos de todos os tipos. O processo de trabalho emerge espontânea e intuitivamente, onde desenvolve criaturas com personagens expressivas.

 

Galeria