Projectos // detalhe // ARTISTAS CURTA DURAÇÃO

Subscrever newsletter
ARTISTAS CURTA DURAÇÃO

LAPTE & MIERE, com Alina Dobre e Bogdan Hoisescu, de 06 de Maio a 31 de Julho – Música

 

SINOPSE

"Quando o futuro encontra o passado e tudo se conecta, o que foi prometido será recebido."

LAPTE & MIERE (Leite e Mel em Romeno) são uma banda de música electrónica com batimentos cardíacos minimalistas e visão holística do mundo, gerando cânticos de prosperidade e design sonoro em abundância. O objectivo deste projecto é criar um novo álbum musical, inspirado no Algarve e no seu património cultural. A vocação é capturar e revelar através das músicas a atmosfera local, com sua vibração artística e poética.

 

Biografia

LAPTE & MIERE é uma banda de dois membros: Alina Dobre e Bogdan Hoisescu. Ambos são artistas multidisciplinares com formação em arquitetura e design visual, atualmente Dj´s há vários anos como Alcalina e Mamagura.

LAPTE & MIERE começou há cerca de dois anos quando produziram o seu primeiro LP, "Gem de Bine". Que lhes deu a oportunidade de actuarem no Waha Festival em 2016 e 2017.

 

https://soundcloud.com/user-516830011/live-waha-festival-2017

 

...

 

“SOLO”, com Alexandra Sobral 01 a 30 de Junho – Artes Visuais

 

Sinopse

Este projecto tem como finalidade tornar mais acessível e desmistificar, através da imagem, o conhecimento sobre o solo, integrando-o no ciclo da vida e da morte, do qual fazemos parte. Pretendo utilizar a imagem, desenhando aquilo que não se vê, seja porque esta debaixo da terra, seja porque a escala microscópica não nos permite de ver a olho nu. Que um solo com vida, é composto de cerca de metade de ar e água, e para isto, o quanto contribuem animais que criam túneis...ou da importância da matéria orgânica, que não é mais do que em tempos já foi vivo e do papel essencial de bactérias e fungos e o quanto estes são benéficos, ao contrário do que comummente pensamos.

 

Bio

O desenho narrativo está desde sempre presente no percurso de Alexandra e na forma como se relaciona com a imagem.

A artista inicia a sua obra com registos de diário gráfico,numa prática diária do desenho em que o onírico se cruza com o real e o detalhe do traço oferece a chave emocional para a sua leitura. As histórias de amigos e a narrativa dos acontecimentos que testemunha pedem para serem desenhados, para melhor serem interiorizados, compreendidos e objetos de reflexão, assim como as histórias e assuntos que lê e o prazer constante da leitura.

A larga experiência em cenografia, como pintora cénica e aderecista, tem-lhe permitido a liberdade e a oportunidade de cruzar uma diversidade de interesses e áreas.

Como escreveu um dia Tim Burton, “o desenho é um exercício para uma mente inquieta”.

 

...

 

re-right vol.1, com Rodrigo Pereira de 18 a 28 de Junho – Cruzamentos disciplinares

 

Sínopse:

re.right é um projecto multidisciplinar que explora diferentes formas de conversar.
O primeiro volume tem duas etapas principais:

- Uma viagem de onde se registam conversas sobre conversar;

- Nos mesmos lugares onde estas conversas se registaram, propõe-se uma conversa/jogo ampliada a mais do que um sentido. O público é convidado a comunicar entre si através de um vocabulário que propõe não só́ relações semânticas, mas também visuais, sonoras e espaciais.

Bio:

Rodrigo Pereira

Nos estudos de Teatro passou por Lisboa, Madrid e São Paulo.  

Colaborou com o Festival Materiais Diversos 2017, Festival Jardins Abertos e o Um Ao Molhe - Festival Itinerante de One-Man-Bands.

Trabalhou com multimédia, interatividade e vídeo no Teatro dos Narradores, ́”O Mandarim – apóstrofe e paciência” de Pedro Barreiro, “( )3” de J. Leitão e J. P. Fonseca e “o jardim dos caminhos que se bifurcam” de J. Leitão, em Portugal.

Trabalha com live-vídeo nos projectos de ROCKY MARSIANO & Meu Kamba Sound, Niles Mavis, O Manipulador. É fundador do projecto “ocupação”.

Galeria