Galeria Lar // detalhe // Exposição “DO PARALIUM AO VAZIO DO LUGAR”, do colectivo Soulframes

Subscrever newsletter
Exposição “DO PARALIUM AO VAZIO DO LUGAR”, do colectivo Soulframes

Exposição “DO PARALIUM AO VAZIO DO LUGAR”, do colectivo Soulframes

Inauguração: 25 de Janeiro, 18h30, Galeria LAR

Patente até 02 Março (quinta-feira a sábado das 15h00 às 20h00)

 

Sinopse 

Esta exposição propõe uma leitura de Portugal através de imagens de arquivo de dois fotógrafos do colectivo documental Soul Frames Collective, captadas ao longo de dez anos, em que a evolução e mutabilidade de aspectos críticos do território e sociedade portuguesa são evocados. A dicotomia do litoral vs. interior, expressa em paisagens análogas, nas suas actividades económicas contemporâneas, disparidades demográficas, sazonalidades e manifestações intrínsecas ás realidades específicas do lugar. 

 

Bios

André Paxiuta - André Paxiuta nasceu em Lisboa em 1983. Doutorado em Geografia pela Universidade de Lisboa e com uma breve passagem pela escola artística do Ar.Co, o foco do seu trabalho visual é direccionado a problemáticas sociais, às suas interdependências com o mundo natural e às suas mutações no espaço e no tempo. De entre os projectos desenvolvidos destacam-se as séries fotográficas relacionadas com o movimento sem- terra na cidade de Palmas (Brasil), a uso de crack e violência juvenil na cidade do Rio de Janeiro, assim como o trabalho documental sobre a PAR-Plataforma de Apoio aos Refugiados. O seu trabalho fotográfico tem sido alvo de publicação na imprensa nacional e estrangeira e reconhecido com prémios internacionais pela revista Black&White, International Street Photographer e Social Documentary Network.

 

Carlos Simes - Carlos Simes, Lisboa 1981. Começou a fotografar na adolescência e aprendeu a técnica de impressão a preto e branco em breve passagem pela escola de artes visuais Ar.co. Viveu na Escócia entre 2005/08, onde se formou com um MA em Geografia, focando-se em fluxos migratórios, questões de etnicidade, identidade e nacionalismos contemporâneos. Posteriormente mudou-se para a Catalunha documentando a realidade social e cultural da região, dos países pelos quais passou ao largo de uma viagem de dois anos pela Europa e, desde 2014 no seu retorno a Portugal. 

 

http://www.soulframes.org/