Galeria Lar // detalhe // Exposição Colectiva - Plataforma de Fotografia Ci.clo

Subscrever newsletter
Exposição Colectiva - Plataforma de Fotografia Ci.clo

Exposição colectiva  “Unidade e Divisão” da Plataforma de Fotografia Ci.clo
 
Inauguração: 23 de Fevereiro às 18:30h na Galeria LAR (Rua Prof. Luís de Azevedo n.º 35)
Patente: 23 de Fevereiro a 29 de Abril 2018 (quinta-feira a sábado das 15h00 ás 20h00)
 
Projetos desenvolvidos pelos 9 fotógrafos da 1ª edição do Laboratório de Criação 2016/17
Autores representados: Daniel Magalhães | Douglas Rogerson | Francisco Gomes | João Monteiro | Luís Preto | Maria Rodrigues | Marisa Bernardes | Mide Plácido | Telmo Sá
 
“É esta uma exposição de fotografias - de imagens materializadas, portanto - daqueles que durante um ano, juntos, percorreram caminhos. Quem está neste Ci.CLO - das coisas, da fotografia, do fazer – mostra aqui o que chamamos o culminar de um processo, que aparentemente individual, todavia se consolida a partir de um grupo.
A Ci.CLO . Plataforma de Criação que reúne estes fotógrafos, foi o lugar onde se encontraram, para acompanhados desenvolverem projetos fotográficos a partir de uma abordagem exigentemente experimental e transversal. As dinâmicas do grupo e das imaginações individuais foram sendo despertadas e discutidas por convidados de áreas diferentes da fotografia bem como de outras áreas (geografia, psicologia, teatro...) numa perspetiva de enriquecimento cruzado e consolidação técnica, artística e de aprofundamento.
Quando relemos Pierre Bourdieu no seu livro, Questões de Sociologia, 1992, dizer famosamente que se o o sociólogo tem um papel, este é mais dar armas do que dar lições, perguntamo-nos em consequência qual deverá ser então o papel do fotógrafo, e o do professor de fotografia. O Ci.CLO enquanto contexto de aprendizagem, para além de dar armas, adapta-se aos seus agentes, sendo flexível, reativo e inovador nos modelos e conteúdos. As propostas artísticas que resultam do processo espelham o amadurecimento de cada um, numa concretização que se caracteriza pela desejada diversidade dos projetos, temas, metodologias e técnicas. Unidade e Divisão sim, porque é a partir do grupo que cada um (se) encontra (n)o seu lugar, e esse encontro consolida e alavanca novos encontros. Se esta exposição fecha um ciclo, é para que logo, já, outros se iniciem.”
Rita Castro Neves
 

Galeria